Project Description

Estudo de tráfego do Anel Rodoviário Celso Mello Azevedo, em Belo Horizonte e suas respectivas ramificações viárias, com o objetivo de melhorar as condições de tráfego da via, importante eixo de integração das rodovias e principais corredores da Região Metropolitana de Belo Horizonte.
O estudo abrangeu toda a região de entorno do Anel Rodoviário, desde a BR-356 até a saída para João Monlevade, na BR-381.

A Fratar participou do estudo em parceria com a Systra.

Este estudo utilizou alguns recursos exclusivos do Aimsun, como o Nível de Serviço HCM em conjunto com o Modelo de Simulação de Potência de Veículos Pesados em Terrenos Ingrimes TWOPAS.

Estes dois recursos, quando usados de forma conjunta, permitiram modelar de forma fidedigna as principais características do Anel Rodoviário, oferecendo aos Engenheiros um instrumental confiável para testar e propor novos projetos para todas as suas interseções.

Antes de chegar ao nível de simulação microscópica, passou-se pela simulação da rede Macroscópica de toda a Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) utilizando-se como base a Matriz OD 2012 desenvolvida pela agencia metropolitana de Belo Horizonte. Extraiu-se a partir dela a subárea objeto da microssimulação.