Planejamento de Transporte Público2017-08-22T11:25:54+00:00

PLANEJAMENTO DE TRANSPORTE PÚBLICO

O transporte público é parte fundamental da estrutura de funcionamento das cidades, na medida em que propicia mobilidade e acessibilidade da população às diversas atividades urbanas. A consolidação de sistemas de transportes inclusivos, sustentáveis e de qualidade, do ponto de vista econômico e ambiental, passa necessariamente pelo planejamento urbano e regional integrado, sobretudo pela priorização do transporte coletivo, do pedestre e dos modos não motorizados em detrimento ao uso de automóveis.

Os estudos de planejamento de transporte público tem a finalidade de avaliar os aspectos relativos à oferta e demanda e elaborar propostas que promovam a acessibilidade, inclusão social e integração do sistema de transportes.

Para o desenvolvimento destes estudos, a Fratar conta com o auxílio de ferramentas de geoprocessamento de dados e de simulação de transportes. A utilização destas ferramentas, em conjunto, possibilita testar e avaliar diversas alternativas, identificando oportunidades de melhoria, de forma a racionalizar os recursos e aumentar o nível de serviço do atendimento aos passageiros. Dentre os produtos oferecidos pela Fratar, destacam-se:

  • Diagnóstico do sistema de transportes;
  • Estudos de roteirização;
  • Programação e dimensionamento operacional;
  • Simulação de alternativas e cenários de infraestrutura de transportes;
  • Estudos de viabilidade técnica e econômica de infraestrutura de transportes.

De maneira geral, a demanda de transporte público pode ser caracterizada por variáveis socioeconômicas, tais como população, renda, empregos, escolas, comércios e indústrias. Para verificar a influência de cada um destes fatores, a Fratar dispõe de métodos de estimativa de matriz origem e destino de viagens, baseados em bilhetagem eletrônica e aparelhos de localização GPS, ou mesmo por pesquisas “sobe e desce”, realizados no interior dos veículos, ou pesquisas domiciliares de origem e destino de viagens.

Ao encarar a demanda de transporte público como uma interação de fatores socioeconômicos, é possível identificar as deficiências do sistema de transportes atual e, assim, desenvolver propostas que possibilitem melhorias no atendimento ao usuário. A aplicação dos métodos de alocação de transporte público incorporado à simulação dos demais componentes do sistema de transportes (automóveis, caminhões, pedestres e bicicletas) possibilita quantificar a demanda atendida, avaliar o nível de serviço do transporte coletivo e estimar indicadores operacionais, como velocidade média e tempos de viagem, permitindo inclusive avaliar diferentes alternativas viárias como mudanças de itinerários e implantação de corredores exclusivos ao transporte coletivo.

Estudos Realizados